Padre Paolo Parise, Missionário Scalabriniano da Missão Paz, recebeu o Premio Santos Dias de Direitos Humanos na sua XIX edição, em Sessão Solene da Assembléia Legislativa do Estado do Estado de São Paulo, realizada no  dia 11 de abril de 2016.

Desde 1996 a Comissão de Defesa dos Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de São Paulo realiza a entrega do Prêmio Santo Dias de Direitos Humanos, que visa reconhecer o trabalho de pessoas e entidades em benefício dos direitos humanos.

A Missão Paz, pertencente aos missionários Scalabrinianos, atua em favor dos imigrantes e refugiados.  Ao longo de sua historia acolheu grande números de italianos, vietnamitas, coreanos; nos anos 70 e 80 acolheu chilenos, argentinos, uruguaios, fugidos de ditaduras militares em seus países. Na década de 90 chegavam migrantes bolivianos, peruanos, colombianos.

Hoje a Missão Paz atende a mais de 70 nacionalidades. Em vários momentos de sua historia ganhou visibilidade, especialmente entre 2014 e 2015, quando mais de 10 mil haitianos foram acolhidos. O centro Pastoral esta estruturado em cinco eixos: documentação é jurídico; trabalho e cursos; saúde; educação; família e comunidade.

"Esse premio é uma labor de todos que fazem parte da Missão Paz, funcionários e voluntários - que vão mudando com o tempo, se renovando a partir dos desafios  apresentados pelos diferentes fluxos migratórios. Hoje em dia temos a Casa do Migrante, Centro Pastoral e de Mediação dos Migrantes, o Centro de Estudos Migratórios e a Web Radio Migrantes Español", comenta Padre Paolo Parise.

Também foram homenageados o ex-deputado Adriano Diogo, ator Wagner Moura, e o fotógrafo e cineasta, Alyson Montrezol.

por Miguel Ahumada